Conheça o Parque das Aves em Foz do Iguaçu

Posted on

Para quem visita a cidade, o Parque das Aves em Foz do Iguaçu é um passeio muito rico e que deve ser incluído em seu roteiro turístico. Isso porque ele é internacionalmente reconhecido pelo trabalho realizado na recuperação e na conservação de diversos tipos de aves.

Além disso, possui espécies encontradas em todo o Brasil e em várias partes do mundo, incluindo aquelas em risco de extinção — tudo isso misturado à exuberância da Mata Atlântica.

Ficou interessado? Então continue a leitura deste artigo e confira nossas dicas sobre esse local único!

Uma breve história do Parque das Aves

Inaugurado no dia 7 de outubro de 1994, o Parque das Aves foi idealizado e construído pelo casal Anna e Dennis Croukamp. Após ganharem um filhote de papagaio-do-congo, Dennis descobriu sua paixão pelas aves e veio da Namíbia para o Brasil a fim de colocar seu projeto em prática.

Zoológicos brasileiros fizeram doações ou empréstimos das primeiras aves, e o IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) também enviou alguns animais que haviam sido confiscados por suas equipes.

Atualmente, o Parque das Aves é o maior do tipo na América Latina — e, graças à dedicação de sua equipe, que está sempre desenvolvendo projetos de conservação e de procriação de algumas espécies, ele não para de crescer. Vale ressaltar que cerca de 50% das aves locais foram resgatadas do tráfico ilegal e também de maus-tratos.

As principais atrações do local

Localizado na entrada do Parque Nacional do Iguaçu (onde ficam as famosas cataratas), esse santuário possui mais de mil aves de 150 espécies diferentes. O Parque das Aves é mantido em 16,5 hectares de Mata Atlântica, o que proporciona o habitat ideal para seus animais.

Uma das espécies mais famosas do lugar é a arara, e lá está o maior viveiro da espécie na América do Sul. No local, existem três viveiros de imersão nos quais você pode entrar e também ver, de perto, tucanos, gralhas, seriemas, sabiás e guarás — todos voando ao seu redor.

No borboletário, ou Reino das Borboletas, é possível observar inúmeras espécies não só de borboletas, como também de beija-flores, o que proporciona uma experiência única de visitação. Durante o passeio, que leva de uma a duas horas de caminhada, ainda é possível ver papagaios, harpias e corujas, além de répteis da fauna brasileira como iguanas, jacarés, jiboias e até sucuri.

O parque possui também um restaurante com vista para a Lagoa de Flamingos, que se apresenta como uma ótima opção para encerrar sua visita e relaxar enquanto admira a beleza dessas aves exóticas. Caso queira levar uma lembrança para casa, há ainda uma loja de souvenirs.

Tarifas e horário de funcionamento

O Parque das Aves fica aberto todos os dias, das 8h30 às 17h, e os ingressos para visitação custam R$ 45 para turistas — sendo o valor da meia-entrada de R$22. Os preços podem variar ao longo do ano, então vale checar o site oficial para mais informações.

Durante a visita, a recomendação é que você use roupas confortáveis e tênis de caminhada, além de protetor solar e de repelente contra insetos. Por ser um santuário de preservação, é proibido tocar ou alimentar os animais, mesmo nos viveiros onde a entrada é permitida.

Como se pode perceber, o Parque das Aves é uma excelente opção para uma viagem em família, pois possui atrações para todas as idades. É só ficar atento às normas de segurança do local para garantir a diversão de todos.

Então, curtiu nossas dicas? Aproveite para saber qual é a melhor época para visitar Foz do Iguaçu e programe uma viagem inesquecível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *