3 documentos necessários para atravessar a divisa de Foz do Iguaçu

Posted on

Conhecer as Cataratas do Iguaçu é o desejo de muitos turistas, tanto brasileiros como de outras partes do mundo. Esse patrimônio natural faz parte de territórios de três países do Mercosul, e a divisa de Foz do Iguaçu é um atrativo à parte para o visitante que viajar para a região.

A cidade fica localizada bem no meio dos três países. De lá, é possível admirar o lado de nossos vizinhos e se encantar com a diferença de paisagens e culturas de cada território.

Se você pretende se aventurar pela região de carro, seja o seu particular, seja um alugado, é preciso saber alguns detalhes importantes para não encontrar surpresas ao atravessar as divisas.

Neste post, separamos algumas dicas imperdíveis do que você poderá visitar, assim como os três documentos obrigatórios para dirigir na Argentina e no Paraguai. Quer conferir? Continue a leitura!

Quais são os principais atrativos da divisa de Foz do Iguaçu?

As atrações para quem visita a cidade vão muito além das Cataratas. A possibilidade de atravessar as fronteiras e, em poucos minutos, estar em território estrangeiro é uma experiência única que somente Foz do Iguaçu proporciona. Confira alguns dos principais atrativos.

Marco das Três Fronteiras

Este marco representa a paz no continente sul-americano. No Brasil, na Argentina e no Paraguai, há um monumento representativo com as cores de cada bandeira. O lado brasileiro foi revitalizado e tem uma estrutura invejável, com lojas, restaurantes e segurança. Desse ponto, é possível avistar os territórios argentino e paraguaio, separados pela imensidão do rio. De acordo com os habitantes de ela, o pôr do sol no marco é o mais bonito do Brasil.

Puerto Iguazú

A primeira cidade argentina é a famosa Puerto Iguazú. A pequena e simpática vila tem uma estrutura turística muito bem montada. São excelentes restaurantes e comércios espalhados pelas ruas da cidade.

A estrada que liga o Brasil à Argentina apresenta boa condição de conservação e sinalização. Porém, a guarda é um pouco mais exigente quanto às documentações necessárias para dirigir. Mas nada muito difícil também. Um pouco mais abaixo, vamos detalhar melhor.

Ciudad del Este

O paraíso das compras no Paraguai. Esse destino é famoso pelos brasileiros que cruzam a divisa de Foz do Iguaçu em busca dos melhores preços de produtos diversos no país vizinho.

A cidade é convidativa a um passeio de um dia também. Além disso, o fluxo de veículos é tão grande que a própria guarda facilita a entrada e saída e dificilmente consegue parar todos os carros. No entanto, isso não isenta o turista de ter a documentação correta a bordo.

Quais são as moedas usadas pelos países vizinhos?

Esta é a dúvida de quem visita a cidade entre as três fronteiras. O recomendado é levar três tipos de moedas: real, peso e dólar. No Paraguai, apesar de a moeda oficial ser o guarani, todos os produtos são cotados em dólar americano e, como de costume, é mais fácil barganhar as compras com essa moeda.

Ela também é aceita tanto no Brasil, como na Argentina. Porém, neste último país, o peso argentino é mais favorável e tem mais aceitação no mercado do que o real ou a moeda americana. Levar um cartão de crédito pode ser uma alternativa também, mas é bom perguntar antes se o comerciante cobra alguma taxa para pagamentos em cartão.

Quais são os 3 documentos obrigatórios para cruzar a divisa de Foz do Iguaçu de carro?

Independentemente de você dirigir um carro próprio ou alugado, é preciso portar alguns documentos obrigatórios para acessar os dois países do Mercosul. Além do veículo, todos os integrantes precisam estar documentados também. Confira abaixo a lista completa.

1. Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Sua Carteira Nacional de Habilitação é válida nos territórios internacionais, desde que esteja devidamente em dia com as obrigações junto aos órgãos brasileiros de trânsito.

Apesar de constar a informação do RG na CNH, ela não vale como documento de identificação e acesso aos países, ou seja, ela apenas dá a permissão de dirigir veículos pelas ruas e estradas vizinhas, mas é preciso estar acompanhada de outros documentos, que vamos explicar mais abaixo.

2. RG ou Passaporte

A Argentina e o Paraguai não requerem passaporte de brasileiros para acessar seus territórios. A cédula de identidade, em boas condições e com menos de 10 anos da expedição, é suficiente como documento de identificação. Porém, mesmo não sendo obrigatório, o passaporte em dia tem a mesma função. Essa documentação não se limita somente ao motorista, mas também a todos os integrantes do veículo.

Crianças

Crianças devem portar o RG ou algum documento oficial de identificação. Outro ponto importante é que, se ela estiver acompanhada de apenas um dos pais, é preciso ter uma autorização do outro cônjuge assinada em cartório. No caso de pessoas responsáveis, como avós e tios, é preciso ter a assinatura dos dois pais.

3. Seguro obrigatório Carta Verde

Para quem pretende dirigir pelas ruas do Mercosul, é preciso contratar um seguro obrigatório chamado Carta Verde, que funciona, basicamente, da mesma forma que o nosso DPVAT. Ele garante a seguridade de cidadãos dos países em questão, no caso de possíveis acidentes de carro.

Você deve contratar o serviço junto a uma corretora para seu carro particular ou se informar com a locadora, se a ideia for alugar um. Os valores são pagos de acordo com a quantidade de dias que você vai permanecer no país.

Essas são algumas dicas importantes para quem pretende cruzar a divisa de Foz do Iguaçu dirigindo. Tenha certeza de que a experiência é incrível, e ter a oportunidade de viajar de carro facilita em diversos aspectos, seja pela liberdade de escolher o roteiro, seja pela praticidade de passear por conta própria.

Gostou das dicas? Quer explorar todos os cantos da região com seu veículo? Então, não deixe de conhecer o lado argentino e aproveite ao máximo a terra de nossos hermanos. Para garantir a melhor experiência, leia também cinco dicas fundamentais para quem vai jantar em Puerto Iguazú!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *