Vista de cima da Garganta do Diabo

Garganta do Diabo: Conheça a Queda Mais Impressionante das Cataratas do Iguaçu

Posted on Posted in O que fazer

Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer a Garganta do Diabo, prepare-se para experienciar uma das maiores aventuras da sua vida!

A mais impressionante de todas as quedas das Cataratas do Iguaçu deságua em formato de “U” e tem mais de 80 metros de altura, ficando exatamente na divisa da Argentina com o Brasil.

Seu volume de água e a velocidade da queda promovem um dos mais belos espetáculos da natureza, encantando a todos os turistas que ali chegam.

Se você ficou curioso e quer conhecer mais sobre essa maravilha natural, confira o post que preparamos com dicas e curiosidades sobre a Garganta do Diabo!

 

A Descoberta da Garganta do Diabo em 1542

Se hoje em dia, mesmo com a quantidade de fotos e vídeos da Garganta do Diabo na internet, todo mundo que vê ao vivo a maior queda d’água das Cataratas do Iguaçu fica sem palavras por conta da sua grandiosidade e beleza, imagine há quase 500 anos, quando os descobridores avistaram essa majestosa obra da natureza pela primeira vez!

Em janeiro de 1542, o explorador espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca, tentando chegar à colônia de Assunção, no Paraguai, comandou uma expedição que atravessou a região até então habitada pelos índios Caingangue e Tupi-Guarani. Foi no meio desta aventura que se deparou com as quedas, mais tarde, viriam a ser chamadas de Cataratas do Iguaçu.

Desde então, esse destino não parou mais de ser visitado. O Parque Nacional do Iguaçu, que abriga a Garganta do Diabo, é um dos pontos turísticos mais bem estruturados do Brasil, com uma infinidade de atrativos impressionantes.

 

O apelido “Garganta do Diabo” e a Lenda das Cataratas

As Cataratas do Iguaçu têm uma energia única e inexplicável, que mexe até com os mais céticos. As lendas e mistérios que cercam o local não são de hoje, e nem mesmo papo de turistas impressionados.

Conta-se que os índios que habitavam a região acreditavam em um enorme deus com formato de cobra. Nessa tribo, Naipi, a filha do cacique, era considerada a mais bela de todas as mulheres e sua beleza era capaz de parar as águas do rio.

Por esse motivo, a menina dedicou sua vida aos cultos a esse deus, chamado M’Boy. Durante uma celebração da tribo, um jovem guerreiro chamado Tarobá teria se apaixonado pela filha do cacique e fugido com ela pelo rio com uma canoa.

Ao perceber, o deus, furioso, abriu uma enorme fenda na terra, que teria dado origem às quedas de água. A lenda diz ainda que Naipi teria sido transformada na rocha central das Cataratas, e Tarobá numa palmeira que está na ponta de um abismo bem na garganta do rio.

A Garganta do Diabo leva esse nome, pois seria o exato local onde o deus M’boy, movido pela vingança, permaneceria até hoje em posse de suas presas.

> Veja também: Documentos Necessários para Atravessar a Divisa de Foz do Iguaçu

 A imponência da natureza no Parque Nacional do Iguaçu é de tirar o fôlego! Conheça mais sobre a Garganta do Diabo, a maior queda das Cataratas!

Curiosidades sobre as Cataratas do Iguaçu

Além da impressionante lenda dos povos antigos, as Cataratas do Iguaçu escondem algumas curiosidades interessantes que muita gente desconhece, o que faz do lugar ainda mais especial. Confira:

 

  • As Cataratas do Iguaçu já tiveram um dono: As quedas já pertenceram ao uruguaio Jesus Val, que conseguiu se apropriar do território na época da Colônia Militar do Iguaçu, quando as terras da região eram distribuídas entre os colonos
  • O Parque Nacional do Iguaçu tem, ao todo, 185 hectares e é considerada a maior área de proteção da Mata Atlântica do Brasil
  • A área se tornou um parque nacional em 1939, no governo Vargas
  • Em 2011, as Cataratas do Iguaçu receberam o título de uma das 7 Maravilhas da Natureza do Mundo!

 

Essas são algumas curiosidades sobre as Cataratas do Iguaçu e sua majestosa Garganta do Diabo. Se você ainda não conhece esse paraíso, está na hora de arrumar as malas e se aventurar por um dos cenários mais incríveis do mundo!

 

Maneiras Diferentes de Conhecer (e Ver!) a Garganta do Diabo

O Parque Nacional está localizado entre o Brasil e a Argentina, por isso, é possível visitar a Garganta do Diabo dos dois lados.

Pelo lado brasileiro, é preciso fazer a Trilha das Cataratas, chegando até o ponto de visão das principais cascatas. O trajeto é curto, só que possui bastantes degraus.

O lado brasileiro permite que os turistas tenham uma visão panorâmica das quedas. Há também a questão da organização e estrutura – um bom ponto a considerar caso você esteja acompanhado de crianças de colo, idosos ou portadores de necessidades especiais.

Já nas Cataratas da Argentina, o percurso até a Garganta do Diabo é mais extenso: é preciso pegar um trem dentro do parque e fazer uma caminhada. Mas, em compensação, do lado argentino é possível chegar bem perto da Garganta do Diabo, além de ter acesso a uma vista privilegiada da parte superior da queda.

De qualquer forma, vale a pena conhecer os dois lados das Cataratas. Para isso, o ideal é dedicar um dia inteiro para cada passeio!

 

Horário de Funcionamento do Parque Nacional do Iguaçu:

Lado brasileiro:

– Todos os dias, das 9h às 17h

Lado argentino:

– Todos os dias, das 8h às 18h

 

Você já conhece a Garganta do Diabo? Compartilhe com a gente como foi a sua experiência nas Cataratas do Iguaçu!

 

Imagens: Flickr (Zig Koch/MTur), Flickr (Nico Kaiser), Amanda Medeiros Fotografia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *